Tarot Psicoterapêutico

Como seria você entender como você exatamente agora está criando o futuro que tanto quer saber o que será? E se esta for uma oportunidade para desapegar-se do seu passado para viver um presente em estado de Gratidão e amor pela sua vida, isso lhe interessa?

Por que pensamos tanto no futuro?

O futuro serve como uma oportunidade para exalar nossos piores medos e expor nossas maiores esperanças, sendo a mais profunda delas que viveremos depois que nosso corpo morrer.

Por outro lado, prevejo que, no futuro, as pessoas ainda estejam tentando prever o que acontecerá no futuro. Pela mesma razão que fazemos agora … para nos dar a sensação de controle sobre o nosso destino.

Poder, um sentimento de controle (mesmo que falso) é tranquilizador. Sem conhecimento e algum senso de controle, temos mais medo.
Então, olhamos para a estrada da vida e tentamos ver o que há na próxima curva, de várias maneiras, porque queremos evitar nos machucar, o que nos leva ao mesmo desejo inato de ter controle sobre nosso futuro, nosso destino, nossa sobrevivência.

O tarot Psicoterapêutico lhe trará mais consciência de como tem dirigido sua vida, quais os riscos de perder o controle ou ainda, como sair dos buracos que encontra no caminho para que possa seguir em frente.

 O Tarot Psicoterapêutico é sempre na primeira pessoa, você é o criador e se algo não está funcionado, esse é o momento de ouvir o conselhos dos arcanos de como fazer escolhas mais Conscientes para conquistar o que você quer. O que requer mudar ou criar em sua vida assumindo sua parte da responsabilidade do que está criando e então algo mágico acontece. Mudança, auto amor, gratidão, paz, prazer, alegria e liberdade.

 

 

Existe escolha certa?

Toda escolha leva a um destino, no entanto, você pode voltar ao ponto de partida, mas saiba que o lugar será o mesmo, entretanto, você chegará transformado, o que exigirá de você uma força interior para fazer novas escolhas e seguir com sua vida.

Eu, Mara Flores, convido você em um ponto de vista interessante da minha percepção do tarot. “Quando você olha para o futuro, ele acaba de mudar.

Toda jornada começa e acaba em você. Na vida as falhas são inevitáveis, o que muda é o que fará delas. Pode passar uma vida arrependendo-se do que fez ou não fez, ou ter a coragem de assumir as rédeas da sua vida.

Eu, Mara Flores, convido você em um ponto de vista interessante da minha percepção do tarot. “Quando você olha para o futuro, ele acaba de mudar.

Isso lhe dará a capacidade de superar obstáculos e olhar para as mesma situação sob uma nova perspectiva, um caminho a seguir, um conselho do Arcano que se apresentar para ajudá-lo.

A jornada da vida pelas sendas do Tarot

O Tarot Psicoterapêutico,  é um chamado para o despertar da consciência, sair do acaso, do outro e chamar para si toda responsabilidade das suas escolhas. Esse é o caminho  para descobrir a individualidade, a sensibilidade, a intuição, a gratidão, a receptividade, a coragem e o caminho para chegar ao mundo desejado. Nada fica sem responta quanto fizer a pergunta certa. Eu como taróloga fiz minha jornada pelas sendas do tarot, convidando e sendo convidada por cada Arcano maior para conhecer o que há além dos livros e treinamento.

Cada um tem o seu ritual de consagração e como desenvolver a intuição. O primeiro passo é saber o que todos sabem, o significado das cartas. O segundo passo entender as jogadas e o mais importante, como as cartas conversam entre si. Quando entender isso, então poderá desenvolver seu próprio método, porque não precisa lembrar dessa ou daquela posição, as cartas falarão com você, a uma breve viagem pelas sendas do tarot.

 

O mago – o princípio de tudo.

Tarot-o-mago

Todo mundo nasce curioso. Você recorda de tentar desmontar algo e sobrar peças? Apenas alguns de nós mantêm os hábitos de explorar, aprender e descobrir à medida que envelhecem. 

Quando bebês começamos a descobrir o próprio corpo, sensações (frio, calor, dor, incômodos – fraudas sujas, por exemplo) e sentimentos (carinho, amor, alegria, tristeza etc), o poder de persuasão para conseguir o que queria (colo, comida, um pedido de ajuda – quando sentia dor) e mesmo ao esboçar  aquele sorriso que nunca nos esquecemos, creio que já está treinando como te seduzir, porque somente quando fizer quatro meses que vai dar, finalmente, o sorriso voluntário. O recém-nascido percebe luz e vultos, e sua visão melhora progressivamente nos primeiros 6 meses de vida.

A mente é um grande banco de dados que começa a armazenar nas caixinhas tudo que acontece e os resultados, é como um diário.

E o que tem haver o Mago com os bebês? Assim como os bebês, o mago nasce com todas as habilidades, mas ainda não desenvolvidas e será necessário treinar suas aptidões.

Geralmente quem vive na fase do MAGO, são pessoas muito criativas e de tão criativas desistem facilmente diante do primeiro obstáculo e passa a criar outra coisa, busca outro emprego, um novo romance etc. Por outro lado, é o Mago que nos ensinam a ser mais criativos e inteligentes, desde que vá buscar nos demais arcanos o que falta desenvolver para serem bem-sucedidos. 

A jornada se inicia, enfim, nasceu o mago em busca do seu destino.

  • O Mago (I)- "Só sei que nada sei, só sei que tudo sei. Só sei que você não sabe de nada do que eu sei."
  • A Papisa (II) - O Caminho, o conhecimento - Tudo começa na pergunta: Aonde quer ir? - "Se você não sabe aonde quer ir, então qualquer caminho serve.
  • A Imperatriz (mãe) III- Comunicação, sabedoria e Criação - Realização a partir dos seus méritos. Quem é você? Você sabe o que quer? Quais são os seus dons? Aonde quer chegar fazendo o que faz? Ação pela não reação.
  • O Imperador (IV) - Ação em Açõa. "Eu sei o que eu quero, não importa o que tenho fazer, o preço que vou pagar, eu ou ter isso." É o momento de confinar em suas idéias, desejos e objetivos.
  • O Papa/Hierofante (V) - a Fé, a crença em uma força superior que governa tudo e todos. A viagem entre o Mundo material e espiritual - O Mundo interno inconsciente e Externo consciente.
  • Os Enamorados (VI) - A escolha entre a razão e a emoção. A segurança e a aventura. Não é um sonho, é a vida real causando um encontro e é o momento de fazer escolhas espontâneas ou continuar na zona de conforto.
  • O Carro (VII) - Agora é a hora, exigirá coragem, ímpeto para desbravar novos caminhos. Mais importante do que ir, é controlar a velocidade para não perder o controle. Esse é o momento do despertar, tomar as rédeas do seu destino, de dominar os dois cavalos (Ego e Emoção) para criar e ser responsável pelas suas escolhas.

O mago começa sua jornada fora de casa e viver descobrir novos valores e sentimentos.

  • A Justiça (VIII) - Ação e reação - assumir responsabilidades pelos seus atos. O que é certo ou errado sobre isso? O quanto eu sou 100% responsável pelas minhas escolhas e ações? O quanto estou consciente disso?
  • O Eremita (IX) - Momento de introspecção e descobertas sobre si mesmo. O caminho da conscientização de quem verdadeiramente é, porque faz o que faz e não o que deveria fazer. É o momento de rever suas crenças limitantes e tudo que o definiram como "EU SOU".
  • X - A Roda da Fortuna - destino, ciclos e conexões. O tempo é um ladrão ou um herói? O tempo cura tudo? "Se eu tivesse um mundo só meu, tudo seria bobagem".
  • XI - A Força - o institno, sentir a vida como ela é, empoderamento e energia."Entenda os seus medos, mas jamais deixe que eles sufoquem os seus sonhos".
  • Item da lista
  • XII - O enforcado - Beco sem saída, sofrimento, vitimismo, arrependimento, remorso, rejeição, ressentimento, estar sem ação. "Não é que eu goste de complicar as coisas, elas é que gostam de ser complicadas comigo."
  • XIII - A Morte - final de ciclo, desprendimento, deixar ir, renovação. "Que a forma do medo que eu tenho não me impeça de ver o que eu anseio. Eu espero que a morte de tudo que eu acredito não me tape a boca e os ouvidos."
  • XIV - A temperança - Calma, deixar que o tempo cure as feridas, paz. "Fui crucificado, morto e sepultado (EGO)... subi ao céu" - uma nova jornada começa em busca do Propósito da vida, momento de superação.

Agora o mago vai ser desafiado para conquistar o mundo.

  • O Diabo (XV) - materialista, pouco sentimento e muita razão - Os fins justificam os meios, aonde o limite é não ter limites. O Lado sombrio, a vaidade.
  • A Torre - (XVI) - O inevitável, o drama, a libertação da alma aprisionada pelo diabo."Deixe o passado morrer, mate-o, se for preciso. É o único meio de cumprir o seu destino."
  • A Estrela (XVII) - No final tudo vai dar certo, esperança e o otimismo depois que os muros foram derrubados (ilusão).Momento de gratidão, de se reconhcer como ser infinito e de infinitas possibilidades para enfrentar o que está por vir.
  • A Lua (XVIII) - A noite escura da alma - o oculto - a magia - o inconsciente - a dualidade - o engano e o sexto sentido. "As batalhas que lutamos estão dentro de nós. Não existe lá fora, tudo está dentro de você e no que quer acreditar.
  • O Sol (XIX) - a alegria chega, parcerias, leveza, vitórias, simplicidade, confiança e fé. "Existe uma magia -no dia- que nasce sorrindo.Vai viver, que isso que vê lá fora é a vida te convidando para se divertir - é a vida que segue".
  • O Julgamento (XX) - Possibilidades reais, o balanço da jornada - visão geral das perdas e ganhos - a cura - a verdade "Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá." Seja grato ao passado, festeje o seu presente como uma dádiva de Deus e o seu futuro será abençoado.
  • O Mundo (XXI) Conquista, dons, final de um ciclo - realização de um sonho. Fechamento de um ciclo e um convite para o novo."Você não deve viver a vida como outras pessoas esperam que você viva, tem que ser sua escolha, pois quando estiver lutando, você estará sozinho." da lista

A transformação do mago no louco na viagem arquetípica do tarot

1 o mago

O mago começou sua jornada curioso, cheio de idéias, motivado em conquistar o mundo sai de casa em busca de aventuras, de descobrir “O que mais era possível”. 

Aprendeu na jornada que tudo que acreditava ser ele próprio, na verdade foi um “Eu construído” a partir de crenças, julgamentos, expectativas, ilusão, mas também aceitou o convite da se olhar com verdade, assumir responsabilidades, sair do jogo da ilusão e então pode vencer os obstáculos e finalmente entender o sentido da vida.

Hoje, o louco, o mago transformado durante sua jornada, mais maduro, desapegado das coisas mundanas, descobre que precisa menos do que imaginava parar ser feliz e mais aventuras seguir. “E esse caminho que eu mesmo escolhi, é tão fácil seguir por não ter aonde ir…”