Ajudando você, Ajudo outros!

  • Fluxo da Felicidade, Terapias integradas;
  • Saia do piloto automático e assuma o controle da sua vida;
  • Barras de Access - 32 pontos em sua cabeça que vão mudar sua vida;
  • Reiki - energia da alegria, do amor e da gratidão que cura;
  • Ninguém entende mais de você do que você mesmo;
  • Saia da crise aprendendo a construir seu poder pessoal;
  • Quer mudar o mundo? Mude seu interior e verá que tudo a sua volta mudar;
  • O passado seu mestre, o presente o convite, seu futuro sua meta;
  • O Universo responde a quem você é e não ao que você quer;
  • Tome suas decisões sempre a favor das suas paixões;
  • Aproveite seu tempo explorando novas possibilidades de ser ainda melhor;
  • Viver no seu presente, é o seu melhor presente;

E se a resposta é o que menos importa, parece normal?

Lembra do verbete , perguntar não ofende?

Pois é, desde muito cedo aprendemos a importância de responder para sermos considerados inteligentes, receber mais atenção, carinho, amor, e tudo mais. Então, nunca entendemos o poder da pergunta.

A pergunta expande e a resposta limita.

Limita criando rótulos, crenças, julgamentos, pontos de vista e nos fechamos a novas possibilidades.

Na verdade nós vivemos na pergunta e através da  busca da espiritualidade, buscamos a nós mesmos.

Quem é você?

Qual é a sua missão de vida?

Onde quer chegar fazendo o que faz todos os dias?

Qual é o seu sonho?

Como pretender realizar seu objetivo? Que recursos tem disponível?

O que mais precisa aprender ou desenvolver para obter sucesso total?

A resposta certa, é exatamente não ter resposta certa. Cada um de nós é um UNIVERSO de possibilidades, limitados dentro de um corpo, com capacidade total de expandir além de si mesmo, de nos conectar ao todo e a tudo através dos nossos instintos.

Assim vamos construindo o nosso mundo ‘material’ coletivo, nossos universos conectados.

Como assim?

Quer dizer que o caminho é buscar uma religião? Tenho que seguir algo para me conectar ao todo?

Calma, para ser espiritualizado você não precisa de “rezas” e “orações”, nem de igrejas ou livros sagrados padronizados. Estou falando aqui do ser espiritual, sem religião ou crença, a religião é uma escolha que nos conecta a uma realidade que criamos a partir de valores a serem seguidos.

Então está dizendo que devo abandonar minha religião?

Claro que não, saiba que a oração é o caminho mais curto que nos conecta ao Criador.

Qual é o poder da oração?

No meu ponto de vista oramos sempre, quando você diz várias e várias vezes ao seu ente querido, “Tudo vai dar certo, eu sei que vai conseguir, você merece, eu estou aqui orando por você.” Pronto, você orou para aquele ser que tanto quer bem.

Quando oramos, é um dos poucos momentos que silenciamos a mente e entramos em contato com o ser espiritual que somos, olhamos para .

Mas nem sempre o simples nos atraí. Porque nos tornamos fúteis, então se algo não é aparentemente belo e popular, não queremos. É por pensar assim que não desfrutamos do infinito poder da oração.

Como melhorar minha vida?

Perceba que apenas pensar ou pedir para se livrar das partes que você não gosta da sua vida dificilmente tem resolvido, como se houvesse algo errado que precisa ser consertado.

O milagre acontece em sua vida quando entende que não tem nada errado com você, que tudo são escolhas, a partir desse novo ponto de vista poderá fazer novas escolhas.

O primeiro passo é fazermos as pazes com nosso passado e honrar pai e mãe pelo simples fato de nos dar a vida.

É a hora de tirarmos o pai do papel de herói e a mãe do papel de Santa. É o momento de olharmos 2 seres humanos adultos, nem sempre seguros de suas escolhas, procurando fazer o melhor, muitas vezes, do pior.

Quando olhamos nossos pais como pessoas comuns, humanizados a partir de suas escolhas, vamos entendendo a fluxo da vida.

No que seus pais falharam?

Na sua opinião, o que você acha que não sabem ou sabiam fazer? Dar mais atenção? Ser mais carinhos? Ter mais dinheiro para proporcionar uma vida melhor? Ser mais responsáveis?

O que aconteceria se você estivesse no lugar deles, exatamente como é? O que mudaria? Quer recursos estão disponíveis que não usaram e faria toda diferença?

Você pode provar que isso iria funcionar? Onde quer chegar a partir das mudanças propostas?

Agora inverta a situação. Se um dos seus pais fosse você, o que teria mudado? Que conselhos lhe dão que “Entra em um ouvido e sai pelo outro”, sem o mínimo de atenção?

Sabe o que acontece, muitas vezes cobramos da vida, dos nossos pais, suprir nossas necessidades e começamos a procrastinar, adoecer, nos limitar.

Fica aqui uma pergunta.

Como seria agora contar sua história de vida? O que tem feito dela? Quem carrega suas culpas ou desculpas? 

E se tomar a decisão de mudar tudo, como quem abre o guarda-roupa e se livra de tudo que não serve mais para criar espaço para o novo.

O que quer colocar no novo espaço?

Quem você precisa se tornar para tomar posse da SUA VIDA?



  < Voltar

 

Vamos conversar? Entre em contato.

Envie uma mensagem