Ajudando você, Ajudo outros!

  • Fluxo da Felicidade, Terapias integradas;
  • Saia do piloto automático e assuma o controle da sua vida;
  • Barras de Access - 32 pontos em sua cabeça que vão mudar sua vida;
  • Reiki - energia da alegria, do amor e da gratidão que cura;
  • Ninguém entende mais de você do que você mesmo;
  • Saia da crise aprendendo a construir seu poder pessoal;
  • Quer mudar o mundo? Mude seu interior e verá que tudo a sua volta mudar;
  • O passado seu mestre, o presente o convite, seu futuro sua meta;
  • O Universo responde a quem você é e não ao que você quer;
  • Tome suas decisões sempre a favor das suas paixões;
  • Aproveite seu tempo explorando novas possibilidades de ser ainda melhor;
  • Viver no seu presente, é o seu melhor presente;

"Tente, invente, faça algo diferente."

Criatividade – é o momento onde o impossível pode acontecer.

Onde há crise, há oportunidades de criar e inovar.
O dinheiro é um dos meios de realizar seus sonhos, dizem até que compra a felicidade, mas ousar é fazer o que ninguém fez quando tudo parecia não ter saída.
O NÃO só existe até o momento que alguém vai lá e faz e a partir daí passamos a melhorar o que já existe e a duvidar do que é só uma ideia. 

Aquela história de que nada se cria é a mais pura verdade. Por incrível que pareça, todos os elementos necessários para começar, já estão ao seu alcance.

Pegue, por exemplo, um objeto que esteja por perto. Como você o descreveria se eu tivesse ao telefone?

Como poderia me fazer entender o que não estou vendo? Com certeza teria que acessar as informações do meu arquivo mental, as imagens que descrevem o que está ao seu lado deve ser semelhando ao que em algum momento já vi ou tive contato, por correlação vou entender, mas se quiser me vender um projeto, algo inusitado que acredita , quais argumentos usará?

Para o comprador, você precisa surpreender, quebrar a expectativa do suposto cliente, usar sua criatividade e ainda antes, a iniciativa de procurar quem possa comprá-la, afinal o cemitério está cheio de boas idéias que morreram com seus inventores e você quer fazer diferença.

O objetivo de usar a criatividade, é fazer as pessoas pensarem de maneira diferente, fora dos padrões, do real para o possível e encontrar soluções para os problemas (quaisquer que sejam), e colocar suas ideias em prática.
Vamos entender os conceitos:

Criatividade é capacidade de inovar, pensar diferente, ver além do que é apresentado, mas além disso a criatividade é também uma fonte de enigmas: Por que algumas pessoas são mais criativas que outras? 

Não, a verdade é que não existem pessoas sem criatividade, mas sim pessoas que ainda precisam desenvolvê-las.

Tipos de criatividade

É possível possuir mais de um tipo de criatividade, basta desenvolver nosso potencial criativo. Abaixo, listamos 4 tipos de criatividade descritos pelo professor Arne Dietrich, para que você consiga identificar qual está mais presente em você e procure melhorar aqueles que estão mais distantes da sua vida.

A criatividade de Thomas Edison (deliberada & cognitiva)

Requer: alto conhecimento e tempo para testar.

Com conhecimento do assunto, a criatividade entra no jogo para processar inúmeras combinações possíveis entre os diferentes conhecimentos, chegando a resultados que outras pessoas não chegariam.

A criatividade pessoal (deliberada & emocional)

Requer: um tempo de quietude e solidão.

Aqui focamos no aspecto emocional , como nós vemos e sentimos algo, voltados para nós, tentando descobrir nossos erros e como podemos melhorar, sem dados, atributos, padrões e outras coisas racionais.

A criatividade de Isaac Newton (espontânea & cognitiva)

Requer: parar de pensar no trabalho e dar uma volta.

Sabe quando você fica horas debruçado em algo, buscando boas ideias, e elas simplesmente não aparecem, mas dai cansado, você levanta para buscar um café e a criatividade começa funcionar? Esse é o ócio criativo. Essa técnica é muito aconselhada por especialistas, com embasamento científico.

Quando Newton levou uma “maçãzada” na cabeça e conseguiu relacionar a fruta com a ciência. formulou sua teoria da gravidade, sendo extremamente criativo. Essa criatividade só foi possível porque ele não estava trancafiado em seu laboratório, e porque ele já possuía um vasto conhecimento dos assuntos necessários para formular a teoria. É quando você sabe que tem algo valioso nas mãos, mas não sabe como organizá-las de modo que resolva o problema. Falta um detalhe ou, nesse caso, uma maça.

A criatividade artística (espontânea & emocional)

Requer: mistério, como saber?

Há uma grande dificuldade para descrever esse tipo de criatividade. É geralmente associada a grandes artistas e músicos, uma vez que ela acontece fora do córtex pré-frontal, sendo a amígdala (não a da garganta) responsável. Não exige raciocínio ou análise, é espontânea e emocional, ou seja, não adianta ficar esperando, esta criatividade surge em qualquer lugar e a qualquer momento.

Como desenvolver criatividade?

Na prática, podemos fazer meditação, ioga ou outro tipo de atividade que nos permita criar um estado de consciência para que consigamos esvaziar a mente e relaxar. Desta forma, criaremos um estado de consciência fluido, que permita que as ideias cheguem facilmente.

Outro modo é buscar conhecer o máximo possível do assunto que está tratando, pois como foi dito acima, a conexão de ideias é a base.

A falta da criatividade não se deve a idade e sim aos bloqueios criados ao longo de nossa vida. A família, escola, relacionamento, empresa, todos contribuem para copiar modelos existentes pelo medo de errar ou não ser aceito.
Para sair dessa armadilha é necessário sair da Zona de conforto e arriscar, ter iniciativa de usar toda sua criatividade. Comece com coisas simples como mudar seu quarto, seu cabelo, suas roupas, rotas novas para chegar ao mesmo lugar, é treinar o seu cérebro a fazer diferente a mesma coisa.


  < Voltar

 

Vamos conversar? Entre em contato.

Envie uma mensagem